Deixa de birra amor, porque eu quero voltar. | CONTO


Eu amava te ver sorrindo, e amava mais ainda saber que eu era a razão do seu sorriso, e você era a minha razão. Não apenas do meu sorriso, mas de tudo. De levantar todos os dias e querer viver, a razão de me fazer sonhar, de ter esperança em um futuro perfeito para mim, para nós. Eu amava, e ainda amo, o jeito que nossas mãos se encaixavam uma na outra, o jeito que o seu abraço me confortava, a sua voz dizendo “você é minha”, a maneira que você me olhava quando estávamos distantes, o jeito com que você me beijava quando o assunto acabava. Ainda me lembro de nossas brincadeiras, de como a sua risada soava como musica para meus ouvidos, do quanto você me mostrava o quanto me amava enquanto nem eu mesma conseguia me amar. Eu me lembro de cada detalhe, e de quanto os amava. Mas acabou, cedo de mais. Não por erros nossos, nem por nada, você me trocou. Trocou pela sua ex, pela menina que te fez sofrer. Por que? Você estava comigo só para esquece-lá? Você me partiu, não apenas meu coração, mas tudo que existia em mim. Eu aguentei, fui forte e não fraquejei. Você voltou atrás, me pediu desculpas e eu perdoei. Eu não me importava com o seu erro, com nada, eu só queria você de volta, e eu tinha conseguido. Era tão bom saber que você era minha. Que entre tantas meninas você havia me escolhido, mas você pediu um tempo. Estava passando por dificuldades, me prometeu que voltaríamos quando tudo isso acabasse. Eu entendi, eu sempre te entendi, mas o que você fez? Nunca cumpriu sua promessa.
O tempo passou, a gente estava de caso mas sem namorar. E eu tinha esperança de voltar. Descobri que você estava namorando. Você quebrou meu coração, você me quebrou por inteira. Eu tentana ao máximo ser forte, mas a cada dia que se passava descobria mais meninas que você havia pegado. E eu cai na real, você havia me iludido dizendo que ainda me amava. Mas eu estava de pé.
Você terminou o namoro, e minha esperança voltou. Você falava para eu não desistir, estava prestes a ter você de volta. E a cada dia que se passava, descobria mais meninas que você ficava.
Resolvi dar o troco, fiquei com uma menina. Você não queria mais me ver, não queria nem saber da minha existência. Agora você sabia o quanto doía, mas não sentia nem metade de tudo que eu tive que sofrer por você. Mas eu aguentei, porque acima de tudo eu te amava, e queria você para mim. Mas você não, você estava com raiva e nem se importava com o que eu sentia.
Eu me arrependo de ter ficado com a menina. Eu implorei desculpas, mesmo tendo sido trocada duas vezes, mesmo com o coração partido. Depois de tantos erros, eu ainda te amava, e amo. Mas você não entende, não pensa em mim, e em nada do que me fez passar. E dói, ainda dói. Eu choro, porque te perdi, porque te quero de volta. Ainda alimentos a esperança de ter você pra mim.
Lembro de nossos momentos e isso me machuca, sinto minha alma se rasgar. Penso o quanto queria tudo aquilo de volta, e sei o quanto é difícil conseguir. Dói. Uma dor forte, devastadora, que destrói, esmaga, quebra. A dor da saudade, do arrependimento, da perda. Uma dor insuportável.
Tudo que eu mais quero é você de volta, e tudo que nos pertencia. Eu ainda te amo, mais do que antes. E eu te desejo, todos os dias. Preciso de você, meu sorriso precisa de você. Eu quero voltar a sorrir, quero voltar a ter seu abraço. Ter você pra mim era uma realidade. Agora, apenas um sonho.
Deixa essa magoa de lado, lembra de como eramos felizes. Como nos pertencíamos. Deixa esse orgulho de lado e vem, volta pra mim. Deixa de birra amor, porque eu quero voltar.



4 comentários:

  1. Uau! Amei esse texto! Demonstra um sentimento bastante profundo.

    Bjs
    http://agarotaqueleblog.blogspot/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz em saber que gostou e que consegui passar aos leitores o sentimento que queria passar ♥

      Excluir

© Amor Literário - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo